“Passamos a vida inteira assim, nos adaptando ao mundo. Acumulamos pessoas e histórias que um dia vamos contar para alguém. Mas, e se, por um segundo, pudéssemos fazer o caminho inverso? Ler nossa própria história e escrevê-la novamente? Ontem, com a cabeça de hoje. Será que isso resolveria? Seria essa a fórmula da felicidade? A solução de todos os nossos problemas?”

De volta aos quinze. (via t-h-e-b-o-o-k-s)
“Sabe, já ouvi relatos de pessoas que tentaram deletar suas próprias lembranças. Aos poucos, elas foram se deletando também. As lágrimas importam tanto quanto os sorrisos. Você é tudo aquilo que viveu até esse exato momento. E o que em maior parte te fez evoluir, foram as porradas e tombos que a vida te deu. Que te fizeram passar dias na cama sem vontade de dormir ou comer. Que te fizeram pensar em tudo aquilo que aconteceu milhares de vezes. Que te fizeram admitir ou desistir. Que te fizeram se transformar.”

Depois dos quinze. (via desajustou)
“Somos todos seres humanos e esses sentimentos fazem parte da nossa existência.”

Bruna Vieira (via sincronizamos)
“Acredito que nós somos tudo aquilo que vivemos e sentimos. Deixar alguma coisa para trás não nos faz mais fortes ou maduros. Aprender a lidar com ela, isso sim.”

Depois dos quinze. (via desajustou)
“Falaram coisas sobre uma pessoa que eu não conheço direito e eu sem querer comecei a olhá-la de um jeito diferente. Cada foto, frase e atitude. Mesmo sem ter certeza se é verdade ou não. Hoje eu me dei conta de que é difícil pra caramba não julgar alguém pela opinião dos mais próximos. Difícil mesmo. Esse é um daqueles exercícios que a gente precisa treinar todo dia. Descobrir quem as pessoas realmente são por conta própria.”

— Bruna Vieira (via paciencia-0)
“As barreiras que mais nos limitam são aquelas que nós mesmos criamos.”

Depois dos quinze. (via desajustou)
“Algumas coisas não acabam quando terminam.”

Depois dos quinze (via estacaodoslivros)
“Escrever é como abrir gaiolas. Coloco as palavras em ordem, descubro a senha do cadeado, liberto os pássaros. E os sentimentos.”

Depois dos quinze. (via desajustou)
“Um dia você vai conhecer alguém que vai te fazer entender porque não deu certo com ninguém antes, porque você não se apaixonou por ninguém antes.”

— Depois dos Quinze. (via being-nostalgic)
“Às vezes, vale a pena perder a razão por um sorriso ou dar a razão pra evitar uma lágrima.”

— depois dos quinze (via faz-sonhar)

THEME